ITAPETINGA: R$ 4 MILHÕES EM CONTRATO COM EMPRESA DE LIXO E POSTOS DE SAÚDE NÃO TEM NEM PAPEL HIGIÊNICO

A coleta, transporte e aterro de resíduos sólidos (lixo), se tornou um negócio lucrativo para as empresas deste ramo, chega ser uma verdadeira mina de ouro. Recentemente a prefeitura Municipal de Itapetinga, Sudoeste da Bahia, celebrou um contrato com QUALYMULTI SERVIÇOS EIRELI de Salvador, esse contato custou aos cofres públicos a bagatela de mais de R$ 4 milhões de reais.

Resultado de imagem para lixo espalhado

Por conta disso, a prefeitura vem recebendo duras críticas da população, pois ao chegar nos postos de saúde não encontra medicamentos, muito menos exames nas filas da ‘morte’ do CDM.

Pra completar a bagunça e a falta de governo desta gestão, a crise do desemprego vem afetando as pessoas, que por falta de oportunidade tem que sair da cidade.  As demissões vêm ocorrendo nas fábricas, prefeitura e até o comércio vem sofrendo com essa crise nunca vista em Itapetinga.

O que a população não entende, são os contratos milionários celebrados pela prefeitura e o posto Guilherme Dias, além de faltar medicamentos, também não tem um simples rolo de papel higiênico nos banheiros.

Por enquanto o prefeito Rodrigo Hagge (MDB), não emitiu nota de esclarecimento através do seu gabinete, informando o motivo pelo qual celebrou um contrato com valor tão alto, já que em sua plataforma de governo, prometeu transparência em suas ações.

Por Wagner Ribeiro 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.