ITAPETINGA: PROFESSORES PARALISARAM MAIS UMA VEZ; APLB DIZ QUE PREFEITO NÃO RESPEITA A LEI DO PISO SALARIAL

Nesta terça-feira (23), professores efetivos da rede pública municipal de ensino de Itapetinga, Sudoeste da Bahia, fizeram mais uma paralisação para reivindicar direitos salariais. A classe já havia realizado outros movimentos, inclusive com indicativo de greve. Em acordo com o Presidente do Sinditatiba, sindicato que representa o funcionalismo público, os movimentos aconteceram simultaneamente, visando um só objetivo: Lutar pelos direitos dos trabalhadores. Lembrando que o Sinditatiba também já realizou algumas paralisações e por falta de sensibilidade e compromisso do gestor, não se abriu nenhuma mesa de negociação.

Foto de Wagner Da Ribeiro Da Silva.

Com o movimento que ocorreu nesta manhã, o prefeito enviou um ofício se comprometendo em receber os representantes do Sinditatiba nesta quarta-feira (25) às 14:00h.

Já o presidente da APLB Sindicato, Renan Coelho, concedeu entrevista ao programa “A hora da verdade” da Rádio Jornal e criticou a falta de posicionamento do Prefeito Rodrigo Hagge (MDB). “Nós estamos nas ruas como trabalhadores questionando essa administração que neste momento desrespeita o profissional, quando já era pra gente ter o reajuste salarial. A lei do piso é clara quando diz que o reajuste tem que ser pago em janeiro. Seria desnecessário a paralisação se o prefeito respeitasse a lei. A lei é pra ser cumprida, não tem questionamento é cumprir e pronto, já que tem dinheiro na prefeitura”, disse Renan Coelho.

Foto de Wagner Da Ribeiro Da Silva.

Durante a entrevista o Presidente também lembrou que em anos anteriores alguns vereadores prestaram apoio e solidariedade aos professores e os funcionários públicos em paralisações, mas neste ano, eles não compareceram em nenhum movimento. “O vereador tem que estar do lado do povo e dos trabalhadores, independente de qualquer situação política”, finalizou o Presidente da APLB.  

Foto de Wagner Da Ribeiro Da Silva.

Por Wagner Ribeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.