ITAPETINGA: CIDADÃ DENUNCIA ATO FALHO DA ESCOLA MUNICIPAL QUE FECHOU AS PORTAS E DEIXOU ALUNA DO LADO DE FORA ESPERANDO O PAI

                         ITAPETINGA

A nossa reportagem recebeu uma denúncia séria no final da tarde de desta quarta-feira (14), que envolve a direção de uma unidade escolar no município de Itapetinga-Sudoeste da Bahia. De acordo uma leitora do “blog Fala Livre”, após o término da aula, uma aluna foi deixada fora da escola.

Entenda o episódio.

As aulas se encerraram por volta das 17:30h e todos os alunos saíram, menos uma, que ficou a espera do pai que não chegou no horário. A diretora foi embora e deixou a criança com o vigia, que aguardou a chegada do pai por alguns minutos e como o turno dele já havia terminado e o pai não chegou, ele (vigia) acabou deixando a criança em um estabelecimento que fica próximo ao colégio.

A nossa reportagem entrou em contato por telefone com a diretora do estabelecimento de ensino e ela nos informou que de fato ao terminar a aula ela teve que sair para suas obrigações particulares e que a criança ficou para o vigia entregar ao pai, que não costuma deixar a filha esperando, porém ele teria combinado uma pescaria e deixou sob a responsabilidade da avó busca-la no horário. A pergunta é: enquanto os pais ou responsável não buscar a criança na porta do colégio, a responsabilidade é de quem?

A aluna ficou exposta a todos os perigos até a chegada do pai, que só foi  busca-la depois das 18:30h. Esse absurdo aconteceu em uma escola no bairro Américo Nogueira e o secretário Geraldo Trindade, precisa dar uma resposta, pois esse não é um fato isolado, outros casos vêm acontecendo com recorrência nas escolas. Todos se lembram que no início do ano passado uma criança de 2 anos fugiu da creche Virginia Hagge e foi encontrada por um popular a quase 1 quilômetro de distância, próximo a BA 263, na altura da UESB. Com a palavra o Secretário, Prof.Geraldo Trindade.

Por Wagner Ribeiro 

One thought on “ITAPETINGA: CIDADÃ DENUNCIA ATO FALHO DA ESCOLA MUNICIPAL QUE FECHOU AS PORTAS E DEIXOU ALUNA DO LADO DE FORA ESPERANDO O PAI”

  1. A educação é dever do Estado e da Família. O que me preocupa nas matérias é que ninguém responsabiliza às famílias e todas as penalidades recaem sobre a Educação. Vamos ser justos e coerentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.