SOB PRESSÃO DOS GOVERNADORES, PAZUELLO ANTECIPA VACINAÇÃO PARA ESTA SEGUNDA

Após pressão de governadores, que exigem início imediato da vacinação em seus Estados, pois as doses devem chegar à capitais ainda nesta segunda (18), Eduardo Pazuello recuou da data de quarta-feira e afirmou que o processo de imunização irá ocorrer a partir de hoje em todo país.

Pazuello e ilustração de vacina contra COVID-19

O general-ministro da Saúde,  Eduardo Pazuello, foi obrigado a desistir do calendário bolsonarista de vacinação, que iria começar na quarta-feira (20) em cerimônia no Planalto. Após pressão dos governadores, que não veem motivo para esperar até quarta, pois as doses devem chegar às capitais ainda nesta segunda (18), Pazuello, anunciou que o processo de imunização irá ocorrer a partir de hoje em território nacional. 

O anpuncio ocorreu nesta segunda -feira (18), às 7h, em evento para entrega simbólica das primeiras doses da vacina Coronavac que começaram a ser distribuídas pelo governo federal.

A previsão de Pazuello é que todos os estados recebam, até 14h, as doses da vacina que foram atribuídas a eles, de forma proporcional, pelo Ministério da Saúde.

“Fica combinado que a gente distribui tudo hoje e começa [a vacinação] ao final do dia, em princípio, às 17h. A gente marca não antes das 17h, mas se alguém tiver delongas, faz parte da missão”, disse o ministro.

“Quem puder, começa às 18h, mas o importante é que comece hoje, ao final do dia. Esse é nosso combinado”, continuou Pazuello.

O evento, em um centro logísitico do Ministério da Saúde na cidade de Guarulhos, em São Paulo, contou com a participação de governadores brasileiros como Hélder Barbalho (PA), Wellingoton Dias (PI), Fátima Bezerra (RN) e Cláudio Castro (RJ), Ronaldo Caixado (GO), Romeu Zema (MG), Eduardo Leite (RS), entre outros.

“Não é razoável ficar para quarta-feira se chegam vacinas nos Estados a partir de hoje [terça-feira] e se é possível chegar em todos os Estados [capitais] nos voos que saem agora pela manhã de Guarulhos. Um dia nacional de vacinação na situação do Brasil faz muita diferença. Serão muitas vidas salvas”, afirmou  o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), segundo a jornalista Andréia Sadi. 

Em São Paulo, profissionais da área da saúde já estão sendo imunizados desde o domingo (17) após a Anvisa liberar o uso emergencial da vacina Coronavac.

Fonte/247

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *