MINISTRO DE MINAS E ENERGIA DIZ QUE CONTAS DE LUZ PODEM FICAR AINDA MAIS CARAS

Fernando Coelho Filho, ministro de Minas e Energia, afirmou nesta segunda-feira (30) que as contas de energia em todo o país podem ficar ainda mais caras. O ministro informou que o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) pode acionar as usinas elétricas sem considerar o menor valor cobrado: “Está sendo cogitado, decidido não”, declarou o ministro. A possibilidade é de que o governo passe a autorizar a produção de energia mais cara, cujo custo será repassado ao consumidor.

O ministro afirmou que a decisão visa evitar um possível desabastecimento no país: “Não há um risco mais severo de desabastecimento, porém vai ter um impacto como já vem tendo na tarifa para o consumidor”, afirmou Fernando, que disse ainda que a falta de chuvas está afetando os reservatórios do país.

Atualmente as bandeiras tarifárias são divididas em três cores: Na bandeira verde, quando há condições favoráveis para a geração de energia, não há acréscimo nas contas. Na bandeira amarela as usinas térmicas são ativadas e o consumidor paga R$ 1 a mais por cada 100 kWh. Já na bandeira vermelha, quando a geração de energia está em estado crítico, o consumidor paga R$ 3 por cada 100kWh e no segundo nível da bandeira vermelha, o consumidor paga R$ 5 por cada 100kWh.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.