ITAPETINGA: SE A PREFEITURA NÃO RENOVAR CONTRATO COM A FUNDAÇÃO, CERCA DE 230 FUNCIONÁRIOS PODERÃO FICAR DESEMPREGADOS

Está causando pânico na população de Itapetinga e região a notícia que a prefeitura poderá encerrar o contrato com o único hospital da cidade. O contrato da Prefeitura Municipal com o Hospital Cristo Redentor/FJS se encerra no final desse mês e segundo informações  existe a possibilidade da não renovação do contrato.

Se isso de fato acontecer, cerca de 230 funcionários poderão perder seus empregos e o pior, vários procedimentos deverão parar ou diminuir no setor de emergência da unidade hospitalar.

Esse impasse entre a prefeitura e a fundação gera uma grande instabilidade na saúde, pois a fundação realiza cerca de 120 mil procedimentos no pronto socorro.  Lembrando que sem esses serviços, quem paga a conta é o povo que fica no meio do fogo cruzado. 

De acordo o “Cidade Acontece”  um “VEREADOR FALADOR” da base do Prefeito e ligado ao secretário Municipal de Saúde, pode ser o causador dessa celeuma, por não ter CONSEGUIDO CARGOS na fundação, e está fazendo de tudo para que o contrato entre o hospital e o município não seja renovado.

Se isso de fato acontecer, o vereador (desgastado) pode está dando um tiro no próprio pé e consequentemente no pé do prefeito, visto que a população irá cobrar desses dois agentes políticos que foram eleitos para cuidar do povo e não dos seus caprichos. O “Fala Livre” se compromete em descobrir qual vereador anda jogando contra o povo e a Fundação. Quem souber pode denunciar!

Por Wagner Ribeiro

One thought on “ITAPETINGA: SE A PREFEITURA NÃO RENOVAR CONTRATO COM A FUNDAÇÃO, CERCA DE 230 FUNCIONÁRIOS PODERÃO FICAR DESEMPREGADOS”

  1. Boa tarde a questão não é os funcionários ficar desempregado o negócio é a população ficar sem hospital mais os culpados são as pessoas que estava desviando o dinheiro do hospital segundo fontes mais de 01 milhão abafaram o caso por Leo matos mora em itapetinga ainda sumiu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.