CÂMARA MUNICIPAL DE ITAPETINGA TEM RENOVAÇÃO HISTÓRICA

Dos 15 vereadores eleitos para a próxima legislatura em Itapetinga, apenas 4 deles foram reeleitos. Com o resultado da votação do domingo (15) vai dar posse no ano que vem a 11 nomes que não ocupavam cadeira no plenário, um índice muito superior ao verificado no pleito de quatro anos atrás.

Onze novos vereadores irão compor a “nova Câmara” na legislatura que vai de 2021 a 2024. São eles: Manu de Chico Ferro Velho (MDB), 1.182; Peto (MDB), 1.145; Luciano Almeida (MDB), 1,087; Helder de Bandeira (PSC), 984; Léo Matos (PSD), 890; Tiquinho (PDT) 782; Neto Ferraz (PSC) 762; Pastor Evandro Souza (PSD) 706; Sibele Nery (PT) 691; Tuca (REP.) 446; Gêge de Bandeira (PSB) 283.

Uma renovação histórica aconteceu neste pleito, onde as urnas deram um recado direto aos vereadores que se reelegeram e consequentemente para os que chegam. Para quem não conseguiu renovar, fica também a reflexão.

Quem vem acompanhando a política local, também observou que não é mais vantagem deixar de LEGISLAR em favor do povo para fazer defesas ao gestor. Podemos observar pelos números.

Dos dez vereadores que defendiam a atual administração, sete foram demitidos sumariamente pelo povo, e apenas três retornaram, mesmo assim com uma votação baixa.

Apenas quatro vereadores retornarão para Casa Legislativa em 2021, são eles: João de Deus (MDB), 894; Tarugão (MDB), 941; Valdeir Chagas (PDT), 592 e Anderson (DEM), 570.

Devido ao grande número de abstenções (11.034) nem um vereador conseguiu votação expressiva, como ocorreu no pleito passado, a exemplo do vereador Anderson, que obteve quase dois mil votos na campanha passada, e agora não passou da casa dos 500 votos.

Os vereadores irão tomar posse no dia 1º de janeiro de 2021, juntamente com o prefeito e o vice-prefeito eleitos. 

Por Wagner Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *