A VIDA MANSA DOS VEREADORES-MARAJÁS; OITO DIAS DE TRABALHO E SALÁRIO DE R$ 8 MIL

Os vereadores de Itapetinga, interior da Bahia, município com cerca de 75 mil habitantes, vivem como verdadeiros marajás do erário público. Com salário de R$ 8 mil, mais regalias extras como telefone corporativo, Assessores, auxílio paletó e diárias, onde são muito bem pagos em relação a realidade que vive a grande maioria do cidadão. No contexto geral os nossos edis produzem pouco ou quase nada em benefício da comunidade, pois as sessões não acontecem regularmente.

Para se ter uma ideia, já estamos no terceiro mês do ano em curso e a câmara só realizou 3 sessões, uma para abertura dos trabalhos e outras duas sem relevância. Por exemplo, na sessão desta quinta-feira (07), nenhum projeto ou assunto importante foi discutido, e quem acompanhou os “trabalhos” só ouviu os vereadores da base minimizarem o caos que está o município. Quando usam a tribuna no grande expediente, não falam de projetos para cidade. Em mais de dois anos de mandato o assunto ainda é ‘gestão passada’.

Diante de tantos problemas que a cidade vêm enfrentando, a sociedade não vê ações efetivas dos vereadores como agentes fiscalizadores do executivo. Podemos enumerar alguns: contratos milionários com empresa de lixo que não funciona normalmente, contratos com aluguel de veículos que chegam as cifras de mais de um milhão de reais, faltas constantes de medicamento nos postos, filas da morte no CDM, nepotismo, péssimo atendimento das agencias bancárias, abertura do Parque da Matinha etc. Quando o cidadão vota e elege um vereador, ele tem a esperança de ser representado, mas não é o que está acontecendo com essa casa nos últimos anos. 

Todos se lembram que por muito pouco a população não estaria pagando hoje mais de 200% de impostos, pois o então Presidente Tarugão pautou por duas vezes (2017/2018) o “código da maldade”, que iria prejudicar toda sociedade. O que os munícipes não entendem é ver os vereadores trabalhando tão pouco e ganhando bem, ainda assim faltando os trabalhos sem justificativas convincentes, isso quando tem sessão.

Em toda cidade as críticas só aumentam contra o prefeito seguido de alguns vereadores que insistem em defender uma gestão que só prometeu e enganou quase 20 mil pessoas.

 

A imagem pode conter: 1 pessoa, a sorrir

Por Wagner Ribeiro

3 thoughts on “A VIDA MANSA DOS VEREADORES-MARAJÁS; OITO DIAS DE TRABALHO E SALÁRIO DE R$ 8 MIL”

  1. Com certeza eles estão se espelhando na câmara legislativa passada , que fechava a câmara tumutuava encerrando a sessão , não realizava os trabalhos pois a rádio estava fora do ar , não realizava os trabalhos porque estavam em alguma inauguração , etc.

  2. Já é a sina de Itapetinga, creio que problema está na cidade e até mesmo na região , é uma falta de vontade de trabalhar do ser humano, aí fica de atestados , de corpo mole , de sabotagem, enrolação para passar o tempo, creio que pode mudar quantas vezes for as pessoas no comando da cidade seja ele o que for , será a mesma coisa sempre, até se for eu (Anne) no poder principalmente em Itapetinga e região , não conseguirei trabalhar verdadeiramente como deve ser, e que a população realmente merece , lamentável o destino dessas cidades da região que pode ter o governo que for terá essa sina, esse destino.

  3. Estranho é que nesse meio às pessoas se dizem honestas, éticas e com caráter ilibado… Mais se comportam como desonestos, antiéticos e sem caráter e ainda apontam o dedo em relação as questões de corrupção, falta de etica,… São todos santinhos sem da exemplo a população. Na última sessão a presidenta aí da disse que vai tomar medidas legais contra rádio e blogs que segundo ela estão denegrindo a tal casa. Só se esquece que o comportamento deles é que detonam a casa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.