SOLIDARIEDADE OFICIALIZA APOIO A CANDIDATURA DE LULA E DEVE INTEGRAR A BASE DE JERÔNIMO RODRIGUES NA BAHIA

Lula e o presidente do Solidariedade, Paulinho da Força

A chapa composta pelo ex-presidente Lula e por Geraldo Alckmin à Presidência da República conta com mais um apoio oficial a partir desta terça-feira, 3, com o evento de formalização do apoio do Solidariedade, partido comandando pelo sindicalista e deputado federal Paulinho da Força (SP).

A formalização ocorreu em um encontro no Palácio do Trabalhador, no bairro da Liberdade, em São Paulo, com as presenças de Lula e Alckmin, que estiveram em um palanque com Paulinho da Força. Em 2016, o presidente do Solidariedade foi um dos apoiadores do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

O evento também contou com as presenças de políticos como os senadores Omar Aziz (PSD-AM) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos, e Marília Arraes, que deixou o PT, se filiou ao partido e é a candidata do Solidariedade ao governo de Pernambuco.

Agora, a chapa de Lula, que será lançada no próximo sábado, 7, conta com apoios formais de sete partidos, são eles: PT, PSB, PCdoB, PV, PSol, Rede e SD.

Apesar da união nacional, Solidariedade e PT irão divergir em alguns estados. No Rio de Janeiro, o partido irá apoiar o governador Cláudio Castro, que será candidato do presidente Jair Bolsonaro. Em Pernambuco, o Solidariedade tem Marília Arraes, ex-PT, como candidata ao governo, enquanto Lula irá apoiar Danilo Cabral. 

Na Bahia, o Solidariedade decidiu em março deste ano apoiar a candidatura de ACM Neto (UB) ao governo do estado. No entanto, uma nova composição pode ser feita e o partido pode integrar a base de apoio a Jerônimo Rodrigues, candidato petista. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.