ITAPETINGA: “HÁ DOIS MESES NÃO ENCONTRO INSULINA NO POSTO DE SAÚDE”, DIZ PACIENTE

Insulina ultrarrápida está em falta na rede pública do DF há meses; secretaria não dá prazo para novo estoque | Distrito Federal | G1

O blog “Fala livre” recebeu nesta semana, uma denúncia sobre falta de medicamento Insulina. Os Pacientes que sofrem com o diabetes reclamam que há mais de dois meses não encontram o medicamento no centro de distribuição.

A insulina está em falta, um risco para a saúde de quem não pode interromper o tratamento segundo os especialistas (Endocrinologistas).

De acordo a filha de uma paciente, a situação já se arrasta há mais de dois meses. Veja:


Em Itapetinga, a medicação é fornecida pela prefeitura, mas, segundo os pacientes, o medicamento não está sendo distribuído em unidades de saúde.

A insulina é o remédio para controlar os níveis de glicose no sangue de quem é diabético. O paciente pode ficar sonolento, indisposto e perder peso se o tratamento for interrompido.

Por Wagner Ribeiro 

EUNÁPOLIS: PAI ACABA MORTO PELO FILHO AO TENTAR APARTAR DISCUSSÃO COM A MÃE

[Eunápolis: Pai acaba morto pelo filho ao tentar apartar discussão com a mãe]

O vigilante Carlos Moreira dos Santos, 67 anos, foi morto dentro de casa com um golpe de faca no peito na noite desta quarta-feira (01), no município de Eunápolis, e o seu filho é o principal suspeito do homicídio. 

Conforme apurado pelo site Via 41, a vítima foi esfaqueada durante uma briga entre o filho e a esposa, ao tentar protegê-la da agressão, Carlos foi atingido com uma facada no peito. Ele chegou a ser socorrido para o Hospital Regional de Eunápolis, mas não resistiu aos ferimentos. 

O acusado foi preso em flagrante e está disposição da Justiça. Ainda de acordo o portal, o suspeito já tem passagens pela polícia, por outros delitos.

TJ-BA NEGA RECURSO E MANTÉM BLOQUEIO MILIONÁRIO DE EX-PREFEITO DE TEIXEIRA DE FREITAS

[TJ-BA nega recurso e mantém bloqueio milionário de ex-prefeito de Teixeira de Freitas]

O desembargador Ivanilton Santos da Silva, da Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), manteve a decisão de primeiro grau que determinou o bloqueio de quase R$ 1,9 milhão das contas do ex-prefeito de Teixeira de Freitas João Bosco Bittencourt. 

De acordo com denúncia do Ministério Público do Estado (MP-BA), o ex-gestor contratou de maneira irregular, durante o exercício de 2014, serviços que causaram prejuízos aos cofres públicos. O valor discrepante seria a diferença entre o valor pago à empresa Ktech-Key Technology Gestão e Comércio de Software Ltda. e o custo real da contratação.

O contrato tinha como objeto a prestação de serviços educacionais de tecnologia da informação técnico-administrativa e pedagógica com capacitação de professores, aquisição e atualização de licenças de direito de uso de sistemas. Segundo o MP-BA, o valor da negociação foi de R$ 4,44 milhões, dos quais foram pagos R$ 2,4 milhões.

Auditoria realizada pelo Tribunal de Contas do Municípios da Bahia (TCM-BA) demonstrou que o custo efetivo do serviço era de apenas R$ 509 mil, portanto, ao ingressar com ação judicial, o MP-BA pediu a restituição aos cofres do montante excedente, de quase R$ 1,9 milhão.

Ainda no primeiro grau, a defesa do ex-prefeito afirmou que “os secretários de educação atestaram a prestação do serviço e por isso autorizou os pagamentos” e que o gestor, “o ser alertado da impossibilidade de implementação do projeto nas dez escolas, reduziu a contrapartida do Município pela metade”.

Os advogados afirmaram também que, “se o ex-prefeito estivesse em ‘conluio’ com a empresa para lesar os cofres públicos e obter vantagens indevidas, não faria sentido reduzir o valor pago, vez que este valor beneficiaria o suposto esquema fraudulento”. Para a defesa, o ato de reduzir o montante do contrato mostrou “zelo com o erário, compromisso com a racionalização de gastos, com a legalidade e a probidade”.

No entanto, em decisão proferida nesta terça-feira (1º) e publicada nesta quinta (3), o desembargador entendeu por coerente manter a decisão de primeiro grau e, consequentemente, o bloqueio de R$ 1,9 milhão, rejeitando os agravos interpostos pelo ex-prefeito João Bosco Bittencourt, que tem até 15 dias para apresentar para responder à decisão.

TRIBUNAL ARQUIVA AÇÃO PENAL CONTRA LULA EM BRASÍLIA

[Tribunal arquiva ação penal contra Lula em Brasília]

O Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1), com sede em Brasília, decidiu nesta terça-feira (1º) trancar uma ação penal em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva era acusado de ter recebido propina, por meio de um suposto intermediário, para influenciar contratos firmados entre o BNDES e a construtora Odebrecht em Angola.

Em 2016, o Ministério Público Federal acusou Lula de ter recebido vantagem indevida, por meio de um sobrinho de sua primeira mulher, Taiguara Rodrigues, em troca da influência em favor da empreiteira.

Os juízes da Quarta Turma do TRF, contudo, entenderam que não havia elementos para o prosseguimento da ação penal.

Em nota, a defesa de Lula elogiou a ordem do tribunal dizendo que é mais uma “justa e importante decisão”.

“Sempre que foi julgado por um órgão imparcial e independente —fora da Lava Jato de Curitiba— Lula foi absolvido ou a acusação foi sumariamente rejeitada, na linha da defesa que apresentamos em favor do ex- presidente”, disse o advogado Cristiano Zanin Martins.

A defesa de Lula disse que espera que o Supremo Tribunal Federal acolha os dois habeas corpus que tramitam perante a corte e que pedem a anulação de processos abertos contra Lula pela Lava Jato em Curitiba em virtude da suspeição do ex-juiz Sergio Moro.

O ex-presidente já foi condenado duas vezes em ações da Lava Jato em Curitiba e aguarda em liberdade o esgotamento dos recursos nas instâncias superiores. Desde o ano passado, porém, Lula vem obtendo vitórias em seus processos na Justiça.

Em dezembro, ele e a ex-presidente Dilma Rousseff foram absolvidos em ação penal sobre o chamado “quadrilhão do PT”, também em tramitação no Distrito Federal. Em São Paulo, em setembro de 2019, a Justiça Federal rejeitou denúncia do Ministério Público que abordava pagamentos da Odebrecht para um irmão do ex-presidente.

Fonte/BN

ITAPETINGA VOLTA A REGISTRAR UMA MORTE POR COVID-19 A CADA 24 HORA, AGORA JÁ SÃO 43 ÓBITOS NA CIDADE

Itapetinga volta a registrar uma morte por covid-19 a cada 24 horas, o que aumenta para 43 o número de óbitos causados pela doença na cidade nesta terça-feira (01/09), enquanto o total de casos confirmados chegou a 1500.

Ainda de acordo o boletim epidemiológico, existem 1211 casos recuperados, 246 ativos e 475 monitorados. Estranhamente, mais uma vez a prefeitura não divulga os dados do paciente no site oficial do município.

Mesmo com o título de cidade modelo, ainda amplamente divulgado pelo prefeito, Itapetinga volta a registrar uma morte a cada dia.

Por Wagner Ribeiro

SINEBAHIA: SETEMBRO COMEÇA COM MUITAS VAGAS PARA TRABALHO EM VITÓRIA DA CONQUISTA

Carteira de trabalho: tudo o que você precisa saber • Simplypag

Guia de Oportunidades do SineBahia.
As vagas são para:
* EMPREGADA DOMESTICA
* Experiência
* MECÂNICO DE CAMINHÕES
* Experiência
* REPRESENTANTE COMERCIAL AUTÔNOMO
Experiência com vendas
* ATENDENTE BALCONISTA (Experiência)
* ELETRICISTA TÉCNICO-PCD (Pessoa com deficiência)
TÉCNICO DE COMUNICAÇÕES DE REDE. Leia mais…

[…]

CORONAVÍRUS: ÓBITOS POR COVID-19 SOBEM PARA 42 EM ITAPETINGA

A Covid-19 fez mais umas vítima fatal em Itapetinga nesse início de semana. Agora, são 42 óbitos confirmados na cidade.

O número de casos confirmados da doença também teve um salto, passou de 1461 para 1480. Casos recuperados 1187, ativos 251 e monitorados 478.

Com relação ao paciente que perdeu a vida para o vírus, até o fechamento desta matéria, a vigilância epidemiológica ainda não havia divulgado os dados. 

Por Wagner Ribeiro

CORONAVÍRUS: DEPOIS DE QUATRO DIAS SEM ÓBITOS, ITAPETINGA VOLTA A REGISTRAR MAIS UMA MORTE POR COVID-19; AGORA A CIDADE TEM 40 ÓBITOS

Itapetinga, interior do estado, volta a registrar mais um óbito em decorrência do novo coronavírus nesta sexta-feira (28).

De acordo informações da vigilância epidemiológica, um homem de 88 anos começou a apresentar sintomas como tosse e dispnéia. Com o agravamento do quadro, ele foi internado no FHMI – Fundação Hospital Maternidade de Itororó – e no dia 24, veio a óbito após não resistir à ação da doença.

O paciente apresentava comorbidades como hipertensão e insuficiência respiratória.

Com base nos dados disponibilizados diariamente pela prefeitura, a cidade não registrava óbito desde a última segunda-feira (24) – voltando a computar uma morte nesta sexta-feira (28).

Ainda neste cenário, Itapetinga tem agora 40 mortes pelo novo coronavírus. Casos confirmados 1445, monitorados 483, ativos 249 e recuperados 1156.

Fonte: Wagner Ribeiro/

com informações da Ascom