OPERAÇÃO “CIRANDA DE PEDRA”: SECRETÁRIO DE INFRAESTRUTURA DE ITAPETINGA É CITADO NA LISTA DA JUSTIÇA FEDERAL QUE INVESTIGA LICITAÇÕES FRAUDULENTAS EM MAIQUINIQUE

A Região do Médio Sudoeste, ficou bastante movimentada na manhã desta terça-feira (24) com a chegada da Polícia Federal e da CGU. Conforme as investigações, foram constatadas obras inacabadas na pavimentação de ruas de Maiquinique decorrente de seis contratos no quadriênio 2013-2016 entre o Município e o Ministério das Cidades.

Conforme a apuração, o modus operandi consistia na seguinte forma. A prefeitura rescindia o contrato por inexecução do objeto e realizava nova licitação para contratação de outra empresa do esquema, com vistas à execução dos mesmos serviços. Algumas das empresas serviam apenas de “fachada” e eram compostas por sócios “laranjas”.

A Polícia Federal e Controladoria Geral da União (CGU), detectaram o envolvimento da ex-prefeita Maria Aparecida Lacerda Campos, conhecida como “Minininha”. O nome do atual secretário da Prefeitura de Itapetinga, o engenheiro AIRTON ALVES FERRAZ, foi citado na DECISÃO DA JUSTIÇA FEDERAL na operação “Ciranda de Pedra”. Segundo a PF, o engenheiro foi o responsável técnico que atuou em todos os procedimentos licitatório investigados.

Entre 2012 e 2017, as empresas receberam pagamentos no valor total de R$ 3.428.183,03. Até o momento, o prejuízo calculado ao erário é de R$ 1.587.619,76.

Por Wagner Ribeiro

One thought on “OPERAÇÃO “CIRANDA DE PEDRA”: SECRETÁRIO DE INFRAESTRUTURA DE ITAPETINGA É CITADO NA LISTA DA JUSTIÇA FEDERAL QUE INVESTIGA LICITAÇÕES FRAUDULENTAS EM MAIQUINIQUE”

  1. Diante deste documento expedido por uma nobre juíza da polícia federal, que demonstra claramente o envolvimento como “técnico” que participou de TODOS esses processos licitatórios, dano o aval assinando esses contratos.
    Contra argumentos probante dos fatos não há dúvida…
    É bom lembrar que na gestão do eis Prefeito Michel Hage o citado, veio a ser diretor do SAAE e que colocou um produto…para desobstruir a tubulação, o que trouxe prejuízos a qualidade da água e consequente danos a saúde da população.
    Outro fato a lamentar, é que o nosso experiente Michel Hage, desacreditou dos *empresários de Itapetinga mandando a população subir o Marçal para fazer suas compras em Vitória da Conquista.
    Coincidência ou não,o seu neto eleito prefeito Rodrigo Hage,sobe ao Marçal quiça, obdecendo a *máxima do seu avô de que Itapetinga não tem estrutura de oferecer “serviços,” também de engenharia em Itapetinga, e compra a ideia trazendo o citado engenheiro para compor seu secretariado o da infraestrutura.
    Subindo então mais uma vez ao Marçal, contrata ao meu ver por “licitação” a EMURC, uma empresa para colocar uma capa asfáltica em via de poucos metros, por quase trezentos mil reais num dos bairros da cidade.
    Sem ter a memória curta, esse nosso decantado e ovacionado engenheiro, participou de várias obras na cidade.
    A minha intenção é so lembrar a população que supostamente na campanha política nos iludiram de que o céus desceria em Itapetinga,mas o que vimos é um verdadeiro inferno…, até porque temos visto e ouvido muitas mentiras… esperamos agora que esses envolvidos e citados, possam falar a verdade, até para provar sua condiçõa moral até para não respingar na administração.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.