ITAPETINGA: PREFEITURA DIVERGE COM A SESAB SOBRE NÚMEROS DE CASOS CONFIRMADOS DO COVID-19

Enquanto o boletim mais recente da Secretaria de Saúde Estado da Bahia (Sesab), divulgado nesta terça-feira (28), contabiliza 8 casos confirmados pelo novo coronavírus e 103 ainda em investigação, dados da Secretaria de Saúde do Município de Itapetinga apontam números diferentes. Veja:

Nenhuma descrição de foto disponível.

De acordo com o boletim divulgado ontem pela prefeitura, 5 pessoas tiveram casos confirmadas de Covid-19 no município. Portanto, a prefeitura pode estar omitindo 3 casos, e isso causa dúvidas na comunidade. Afinal, quem está faltando com a verdade?

Nenhuma descrição de foto disponível.

Diante dessa situação fica o a pergunta. Porque os dados divulgados pela prefeitura divergem dos números da Sesab (Secretaria de Saúde da Bahia), e qual a intenção em mascarar os dados?

Por Wagner Ribeiro

3 thoughts on “ITAPETINGA: PREFEITURA DIVERGE COM A SESAB SOBRE NÚMEROS DE CASOS CONFIRMADOS DO COVID-19”

  1. Casos de dengue é de praxe ser manipulados por Coordenador e Diretor com medo de ministério saúde. E medo maior da imprensa local. Sem transparência alguma está gestão. Pergunto: Quando foi que dados foram informados pelo município da dengue e outras endemias que predomina no município??????

  2. É crime manipular dados que omite casos de doenças que mata a exemplo da dengue e ,Covid 19. Com a palavra os manipuladores medrosos e sem credibilidade. Absurdo está secretaria saúde. Ministério Saúde vai saber disso. Pois muitas pessoas morrendo de dengue e secretaria saúde se omitindo das suas ações.

  3. Interpretar os dados :a sesab contabiliza 8casos em Itapetinga, a secretária de saúde de itapetinga contabiliza 7casos. No dado de itapetinga informa casos confirmados 5 e 2casos importados confirmado pela sesab totalizando 7casos confirmados. A sesab contabiliza mais 1caso que é o da bebê recém nascida em itapetinga, que a mãe veio a falecer, foi o primeiro caso em itapetinga, como a mãe morava em Trancoso /Porto Seguro, a secretária chama de caso importado, e o caso da bebê por não ter sido recolhido o material aqui e sim na cidade onde estar residindo a bebê, ou seja em Trancoso /Porto Seguro, então não está sendo contada como sendo o caso de Itapetinga, uma vez também que não está sendo monitorada em itapetingae sim em Trancoso /Porto Seguro, porém a sesab contabiliza como sendo de itapetinga,então para sesab itapetinga tem 8casos, e a secretária de saúde municipal 7casos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.