ITAPETINGA: PACIENTES DA FUNDAÇÃO JOSÉ SILVEIRA RECLAMAM DO DESCASO NO ATENDIMENTO

Moradores do município de Itapetinga, região do médio Sudoeste da Bahia , reclamam da demora no atendimento no hospital Cristo Redentor, administrado pela Fundação José Silveira.

Segundo os usuários dos serviços na unidade de saúde, os períodos de espera por atendimento no centro médico podem chegar a até seis horas, causando grandes transtornos para pacientes que necessitam de atendimento no hospital.

Uma moradora do residencial Cassiano Gonçalves, que preferiu não se identificar, relatou que na semana passada, esteve no hospital e esperou por mais de quatro horas, e quando conseguiu entrar para sala de atendimento, foi tratada com ignorância por parte de um funcionário, que ela não soube identificar. 

Pode ser uma imagem de texto

Na mensagem enviada ao blog Fala Livre, a paciente revelou que passou horas de angustia e sofrimento, sentindo fortes dores de cabeça e febre. Nem o fato da paciente está grávida de 15 semanas e sentido muito mal, foi o suficiente para conseguir ser atendida, que depois de horas de espera, acabou indo embora sem ser atendida pelo profissional.

De acordo algumas pessoas que tentaram atendimento na Fundação José Silveira nos últimos dias, um grande número acabou desistindo por não aguentar esperar.

O problema tem sido a falta de médicos, ou apenas um profissional para atender mais de duas alas.

Ainda, conforme os pacientes, além da demora, o que tem causado insatisfação seria o mau atendimento feito pelos funcionários do hospital, que, segundo eles, chegam até a discutir com alguns pacientes que reclamam da demora no serviço hospitalar.

Nas redes sociais o que não faltam são críticas aos vereadores que não fiscalizam a unidade que recebe recursos do município.

Pode ser uma imagem de texto que diz "Ainda tem político querendo seguir o exemplo da china. Vereador, o Sr. Já deu uma chegada no hospital Cristo Redentor pra fiscalizar o que estar acontecendo por lá. Falta de atendimento, atendimento demorado, uma falta de respeito com os pacientes. Um médico pra atender tudo no plantão. Não seria função dos edis fiscalizar esses espaços de atendimento a nossa população e cobrar melhorias? Deixa a política partidária de lado e ajude o nosso povo que tá sofrendo com a má gestão do referido hospital. 07:17"

 

Por Wagner Ribeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.