ITAPETINGA: OBRA DA AVENIDA CATOLÉ FOI ABANDONADA E OS MORADORES ESQUECIDOS

A imagem pode conter: ar livre

“Já vi prefeitos serem criticados no final do segundo mandato, mas, odiados na metade da primeira gestão, só agora no governo do prefeito Rodrigo Hagge (MDB)”. Detona um cidadão revoltado, morador da avenida Catolé, que dá acesso ao residencial 12 de dezembro. Os buracos nas ruas de Itapetinga têm afetado o cotidiano e causado prejuízos para motoristas, motociclistas e pedestres. A situação precária da pavimentação é alvo de reclamações da população em todas as áreas da cidade.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, natureza e ar livre

A EMURC- Empresa Municipal  de Urbanização Conquista, foi contratada pela prefeitura de Itapetinga ao custo de R$ 280 mil para revitalização da avenida, mas até agora o serviço não foi concluído e segue sem previsão de recomeçar. Com isso, uma chuva de reclamações nas rádios e nas redes sociais dão o tom de indignação dos populares.

A imagem pode conter: casa, céu, árvore, ar livre, água e natureza

Lembrando que os dois acessos aos residenciais, 12 de dezembro-Vila Erika e o José Ivo, estão tomados pela lama e a buraqueira. Cansados de recorrerem aos vereadores da bancada do prefeito e a secretaria responsável, os moradores e mototaxistas indignados, estão gravando vídeos e compartilhando nos grupos de WhatsApp. Em um vídeo gravado recentemente por dois mototaxistas, a revolta é tão explícita que não iremos colocar o material gravado neste canal de informação, porém o vídeo já circula nas redes.

Por Wagner Ribeiro

One thought on “ITAPETINGA: OBRA DA AVENIDA CATOLÉ FOI ABANDONADA E OS MORADORES ESQUECIDOS”

  1. Residenciais estes que deveriam ser entregues com toda a infraestrutura pronta arrumada para não haver esse tipo de problema, os mesmos que gravaram os vídeo e os demais moradores deveriam ter reivindicado ter feito vídeo e abrir a boca quando recebeu a moradia para morar , exigia da caixa econômica federal por ter liberado com essas condições as ruas do residencial, deveria ter reunido todos que tem as casas nessas localidades e não ter ocupado os residências sem a devida obrigação (que aliás vem documentada nos papéis que cada morador dessa localidade assinaram que os residências tem que ter infraestrutura ) ter entrado na justiça contra a caixa econômica federal como também contra a empresa que ficou responsável por fazera infraestrutura dos residências e até mesmo a prefeitura (e o gestor da época pois também era responsável por fiscalizar e liberar a entrada dos moradores em uma situação dessa sem condições de infraestrutura ) e o próprio governo do estado que também tem culpa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.