HOMEM MORRE EM ABORDAGEM, E PRF INVESTIGARÁ CONDUTA DE POLICIAIS EM SERGIPE

Genivaldo de Jesus dos Santos, 38, morreu em Umbaúba, sul de Sergipe, nessa quarta-feira (25) após uma abordagem da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Ele foi parado na BR-101 e, segundo a corporação, teria “resistido ativamente” às ordens dos policiais. 

Vídeos da ação mostram que os PRFs colocaram o homem no porta-malas da viatura e o seguraram no carro, de onde estava saindo uma espécie de fumaça de origem não divulgada. As informações são do G1

A PRF informou que vai investigar a conduta dos agentes de segurança envolvidos. A família de Genivaldo disse que registrou um Boletim de Ocorrência (B.O). Segundo a Polícia Civil de Sergipe, eles estão coletando depoimentos de testemunhas. O caso deve ser investigado pela Polícia Federal (PF). 

ABORDAGEM 

Segundo Wallyson de Jesus, sobrinho de Genivaldo, o tio pilotava uma motocicleta e tentou dialogar com os policiais, mas eles usaram spray de pimenta nele e o colocaram no carro. 

“Eles jogaram um tipo de gás na mala, foram para delegacia, mas meu tio estava desacordado. Diante disso, os policiais levaram ele para o hospital, mas já era tarde”, comentou, em entrevista ao G1

O homem teria um tipo de transtorno mental. “Eles pediram para que ele levantasse as mãos e encontraram no bolso dele cartelas de medicamentos. Meu tio ficou nervoso e perguntou o que tinha feito. Eu pedi que ele se acalmasse e que me ouvisse”, relatou. 

POSICIONAMENTO DA PRF 

De acordo nota da PRF, Genivaldo reagiu à abordagem com agressividade e foram necessárias técnicas de imobilização e uso de “instrumentos de menor potencial ofensivo”. A corporação informou que ele foi conduzido à delegacia, mas passou mal no meio do caminho e foi socorrido a unidade hospitalar. 

Ele morreu no hospital municipal de Umbaúba, segundo informou ao G1 a diretora da unidade, Cecília Bruneli. 

Ainda segundo a reportagem, a equipe da PRF registrou a ocorrência na Polícia Judiciária, que irá apurar o caso. A PRF lamentou o ocorrido e informou que foi aberto um procedimento disciplinar para averiguar a conduta dos policiais envolvidos. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.