FILHO DE BOLSONARO DIZ QUE EX-ASSESSOR LHE RELATOU “HISTÓRIA BASTANTE PLAUSÍVEL”

O deputado estadual e senador eleito pelo Rio Flávio Bolsonaro (PSL), filho do presidente eleito, Jair Bolsonaro, afirmou que mantém a confiança no ex-assessor Fabrício José Carlos de Queiroz, citado em relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) por movimentação suspeita de R$ 1,2 milhão.

Flávio Bolsonaro disse que foi cobrar explicações do ex-motorista. “Hoje o Fabrício Queiroz conversou comigo. Ele me relatou uma história bastante plausível e me garantiu que não teria nenhuma ilegalidade nas suas movimentações”, disse o deputado na tarde desta sexta (7), na casa da família na Barra, zona oeste do Rio. “Assim que ele for chamado ao Ministério Público, vai dar os devidos esclarecimentos”.

O filho do presidente eleito disse que não poderia dar detalhes da explicação dada pelo ex-assessor, que, segundo ele, o acompanhou por mais de dez anos. “Até que provem o contrário, eu confio nele”, disse. “Quem tem que ser convencido não sou eu, mas o Ministério Público”. “Todos já sabíamos que ao entrar nessa, incomodando tanta gente, certamente nós viraríamos alvo. E é assim que tem que ser”, afirmou.

A informação do relatório do Coaf, em desdobramento da Operação Lava Jato no Rio, foi revelada pelo jornal O Estado de S. Paulo. O ex-assessor parlamentar e policial militar movimentou R$ 1,2 milhão entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, de acordo com o relatório do órgão.

Fonte/VN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.