ATÉ QUANDO? FALTA DE MEDICAMENTO NOS POSTOS CONTINUA MALTRATANDO A POPULAÇÃO DE ITAPETINGA

A redação do “Fala Livre” continua recebendo denúncias sobre falta de medicamento nos postos de saúde em Itapetinga-Sudoeste da Bahia. As reclamações são principalmente sobre o posto Guilherme Dias, no bairro Camacan e no posto José Luna, no bairro Nova Itapetinga.

Nesta foto acima, retrata o último desfile cívico de 7 de setembro do ano passado, e o “Grito dos Excluídos” fez um protesto pela falta de medicamento, mas de lá pra cá, nada mudou. Porém o que chama a atenção nessa foto é que o prefeito Rodrigo e o vice Renan, fizeram pouco caso no momento em que o jovem levanta o cartaz com o nome REMÉDIOS. Repare na foto ao fundo, os dois viraram a cara e não deram importância para o sentimento da população expressado pelo protesto.  

Os moradores das vilas que são cobertos pelo posto Roberto Santos na Vila Isabel,  reclamam pela falta de médico e principalmente de medicamento para hipertensos.

Lembrando que  desde que a gestão-R.R” Rodrigo Hagge (MDB) e Renan Pereira (DEM) assumiu os destinos dessa terra que existe uma instabilidade em regular o sistema de medicamento nos postos do município.

A situação piora para aquelas famílias que não tem condições de comprar os remédios e quando não consegue pegar na farmácia, o paciente é forçado a não fazer uso do produto. As denúncias chegam o tempo todo em nossa redação e em programas de rádio, mas parece que o secretário Danilo Patês está insensível a essa triste realidade. Itapetinga sua linda, tome choque de gestão.

Por Wagner Ribeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.