Maioria do STF rejeita suspender tramitação de denúncia contra Temer

Procuradora-geral da República, Raquel Dodge, em sessão do STF que julga questões relativas à denúncia contra Temer, em Brasília

A maioria dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) rejeitou, nesta quarta-feira(20), suspender tramitação contra o presidente Michel Temer. Eles votaram para que prossiga com as denúncias, alegando não ser o momento de discutir provas. Seis ministros acompanharam o relator Edson Fachin: Ricardo Lewandowski, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fuz e Dias Tofoli. Gilmar Mendes, foi o único até o momento que acolheu o pedido da defesa de Temer, que pede para que a denúncia não seja enviada a Câmara dos Deputados até que a PGR (Procuradoria Geral da República) conclua uma investigação interna sobre a delação dos executivos da JBS. A presidente do STF, Cármen Lucia, suspendeu o julgamento, que será retomado amanhã quinta-feira(21), para que se prossiga com a votação, pois ainda faltam a presidente Cármen Lucia, Marco Aurélio e Celso de Mello relatar como votam.

O presidente é acusado  de obstrução e participação em organização criminosa. De Nova York Michel Temer disse a imprensa que as denúncias contra ele são “inverdades absolutas” e não se preocupa “minimamente” com elas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *